Retro City


Superman e as crianças do parquinho
11 de outubro de 2010, 23:59
Filed under: Diversos, Vídeos | Tags: , , ,

Imagine a seguinte situação: você é um adulto. (Então me desculpe leitor se você ainda não chegou a essa fase de sua vida, talvez fique um pouco difícil para você entender realmente essa analise.) Você é um adulto, e está em um parquinho cercado de crianças pequenas. Quando digo crianças pequenas, falo de bebês e crianças com idade pré-escolar, até uns 4 anos no máximo. Imagine então, que você é o único adulto no parquinho, e que está cercado de crianças por todos os lados. Entenderam? O único adulto.

Quando você olha para as crianças se lembra que você já foi uma também, que já esteve ali brincando como elas. Só que isso ficou para trás, e você nunca mais vai poder ficar entre elas como fazia antes. Você pode até fingir que é uma criança, mas não é a mesma coisa.

E como não tem ninguém ali no parquinho para conversar com você, ou pelo menos ninguém capaz de entender realmente tudo aquilo que você gostaria de dizer, você acaba aprendendo a interagir com as crianças. Para conversar com elas você tem que usar uma linguagem que elas compreendam. E assim descobre que pode até ensiná-las algumas coisas se tiver paciência.

Observando as crianças no parquinho você percebe que certas brincadeiras delas são perigosas e tenta impedir que alguma criança se machuque. Mas elas não gostam muito disso, e às vezes acham que você é um chato. E quando tem uma briga entre elas, é você que precisa apartá-las. Algumas também vêm até você pedir sua ajuda. E com o tempo a maioria das crianças passa a confiar em você e a buscar a sua proteção. É claro que nem todas, sempre há aquelas mais rebeldes que não querem saber de ninguém se metendo nos assuntos delas. Mas ainda assim elas são crianças, e precisam de cuidados.

Você acaba se apegando a essas crianças do parquinho e a se sentir responsável por elas. Tanto que cuidá-las e protegê-las acaba virando o seu trabalho. Trabalho esse que é muito cansativo, mas só você pode fazê-lo, já que é o único adulto ali presente.

O Superman é para mim como esse adulto num parquinho cercado de crianças. Pensei nessa nova analise sobre o Homem de aço depois de escutar o episódio do ARGCast que participei sobre o Superman e o Batman.

Você pode pensar: “Então o Superman é só uma babá?” Claro que não, a minha analise é apenas sobre as motivações do Superman. O Superman é alguém que está em uma condição física e intelectual superior aos demais que o cercam, assim como um adulto entre um grupo de crianças. O Superman deve ver os humanos como nós, no caso os adultos, enxergamos as crianças, como pessoas frágeis e que não sabem se cuidar sozinhas. A diferença é que o mundo do Superman é controlado por essas pessoas tão frágeis e dependentes.

E o Batman? Bem, nesse contexto o Batman seria como o menino mais esperto do parquinho, aquele com quem o Superman consegue conversar sobre assuntos que ele demonstra interesse, e às vezes até se surpreende com algumas respostas do Batman muito inteligentes “para uma criança da idade dele”. O Batman é rico, tem uns brinquedos legais, e gosta de brincadeiras mais sérias, tanto que prefere mais brincar sozinho. Ele consegue ajudar o Superman a cuidar das outras crianças, e o Superman acha que o Batman é extraordinário. Já o Batman acha que o Superman é um pouco devagar e que está ultrapassado, como se para ele o Superman fosse um daqueles adultos que nunca brincaram de vídeo game e que acham que as suas brincadeiras de infância que eram boas.

Para concluir a minha analise, vou usar mais uma vez uma situação envolvendo o parquinho com as crianças. Digamos que aparecesse um outro adulto no parquinho, só que ele é mal intencionado. Alguém perverso, que quisesse fazer mal as crianças. Alguém tipo o Darkseid. É nessas horas é que o Superman mostra quem ele é, e do que é capaz para proteger as crianças do parquinho. (Tá bom, confesso que essa ultima parte era só uma desculpa para poder colocar esse vídeo ai abaixo no post)


3 Comentários so far
Deixe um comentário

Noooooooooooooooossa!!!!!!!!!!!!!!😄
Eu nunca teria feito uma análise assim!!!
^^”
E a Diana? Seria o que? Mãe? Quando não era mãe obervava tudo de longe querendo um dia ser também responsável? Mas que quando se tornou… que fica incerta até onde deve intervir?

Comentário por Mad Zèrro

Também achei incrível, essa teoria.

Comentário por ANDF

Cassetada! Uma boa análise sobre o homem de aço! Já imagino o guy Gardner aquele garotinho chato e escroto que as vezes dá uma vontade de dar-lhe umas palmadas… Opa! Isso é crime agora!😀

Comentário por Rogério




Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: